Hoje candidato, Luciano Huck já cometeu crime eleitoral e não foi preso

Segundo alguns internautas, Luciano Huck infringiu a lei eleitoral levando filho para votar, a foto gerou comentários negativos nas Redes Sociais. Luciano Huck foi fortemente criticado nas redes sociais por levar seu filho para dentro da seção.: "Crime eleitoral" escreveu um de seus seguidores no Instagram.

O caso aconteceu em xxxx durante as eleições para xxxxx

Angélica e Luciano Huck votaram juntos na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Huck levou o filho mais velho, Joaquim, para dentro da seção eleitoral e permitiu que o garoto, de 9 anos, apertasse os números dos candidatos na urna eletrônica, descumprindo a lei eleitoral na hora de registrar o voto.






O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro diz que é proibido que crianças acompanhem seus pais até a urna, exceto quando o eleitor está acompanhado de crianças de colo. Crianças maiores podem entrar com os pais dentro da seção eleitoral, mas  quem decide se podem acompanhar até a urna é o presidente da mesa, que costuma liberar os filhos de votarem com os pais.

Em 2012, nas eleições municipais, Luciano Huck também permitiu que Joaquim votasse em seu lugar.

Alguns internautas entraram em defesa do apresentador:

O povo tinha que postar fotos das escolas caindo aos pedaços. Exibir o "país maravilhoso" que os políticos apresentam nas campanhas. Não é descumprir e sim ensinar, mostrar o que ele irá fazer no futuro. A lei devia estar preocupada em atuar contra ladrões e não em pai que leva seu filho pra votar junto.



E você, qual a sua opinião? Deixe seu comentário abaixo!


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.